:. Cadastro de Noticias

 

Negociações ACT
Categoria aprova Acordo Coletivo de Trabalho Específico por 95,6%
sem imagem

Depois de um longo tempo sendo adiadas as negociações para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho Específico, evitando-se aglomerações numa fase mais aguda da Covid-19, por esmagadora maioria, os trabalhadores na Vale aprovaram a assinatura da proposta negociada entre o STEFEM e a empresa.

Os novos termos do ACT Específico tiveram a aceitação de 95,68%, com 2.455 votos favoráveis em toda a extensão da base representada pelo Sindicato. Apenas 107 trabalhadores, ou seja, 4,17% se manifestaram contrariamente e foram registrados 4 votos em branco, 0,16% do total.

O presidente do STEFEM, Washington Nascimento, vê no resultado “um posicionamento maduro e consciente dos trabalhadores, que acompanharam o passo a passo das negociações coletivas e se manifestaram com a responsabilidade necessária para manter os direitos da categoria”.

Tivemos avanços na diária rotineira, passando para R$ 70,80, em 2021 e para R$ 74,00, em abril de 2022, e do abono único de R$ 210,46, que representa uma média ponderada para calcular o pagamento retroativo das diferenças de abril a julho/2021 do que já foi pago e o valor reajustado. A negociação conseguiu também melhoria no Auxílio Lanche, passando a R$ 9,20, com pagamento retroativo sendo feito no cartão alimentação, e ainda para R$ 9,57,em abril/2022.

Washington lembra também “a importância de termos repassado para o ACT Específico cláusulas importantes do Acordo Coletivo de Trabalho nacional, permitindo com que possamos negociar as cláusulas segundo a nossa realidade local”.

As assembleias na extensão de toda a base do STEFEM transcorreram sem nenhum incidente, respeitando todos os cuidados e protocolos de proteção contra a pandemia, recebendo o apoio dos trabalhadores, que compareceram em massa.

Outro destaque feito pelo presidente do Sindicato foi a mobilização alcançada com o trabalho dos novos diretores eleitos, que foram a campo para esclarecer todas as dúvidas dos companheiros, amparado por uma melhoria na forma de comunicação do STEFEM. “Vamos investir ainda mais nos instrumentos de mobilização – afirma Whashington, reconhecendo a necessidade de permitir aos trabalhadores todas as informações para sua conscientização e decisões com segurança na defesa dos direitos”.

          

[+] Veja mais noticias              Voltar para página inicial