:. Cadastro de Noticias

 

Participação nos lucros
PROPOSTA A PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS DA VLI É NOVAMENTE REJEITADA
sem imagem

Em reunião realizada em Belo Horizonte, nesta quinta-feira, 4 de julho, mais uma vez a VLI nos apresentou uma proposta de modelo para aferir a nossa Participação nos Lucros e Resultados (PLR), que foi prontamente recusada pelo STEFEM, representado pelos diretores Damasceno e Novarck.

A empresa continua com a postura de tentar colocar cláusulas redutoras, que poderiam prejudicar o valor da PLR a ser paga em 2020.

Após os gestores da VLI fazerem uma previsão de “bons tempos” para a empresa, mantiveram uma proposta já recusada por nós de definir um redutor no valor do direito, caso tenhamos algum acidente ou eventos como a “greve dos caminhoneiros”, que impacto as operações de transporte de cargas. Querem se resguardar para aplicar redutor na PLR no caso de fatores externos, sem controle dos trabalhadores, que impeçam de atingir as metas.

Pior ainda e inexplicavelmente, a empresa propõe o estabelecimento de um limite de 6 salários para a PLR, quando vínhamos praticando o teto de 6,42.

Estes dois pontos foram suficientes para que recusássemos a proposta, pois os consideramos de grande risco para o pleno direito dos trabalhadores em receberem uma PLR justa.

Como rejeitamos na própria mesa e reivindicamos maior avanço para que a proposta seja apresentada aos trabalhadores, a VLI marcou nova reunião para o início da segunda quinzena deste mês, momento em que esperamos um avanço para preservar uma PLR que estimule os trabalhadores a baterem as metas e não tenham medo de redutores que venham punir o empenho de todos.

          

[+] Veja mais noticias              Voltar para página inicial