:. Cadastro de Noticias

 

Acordo Coletivo
7% NOS SALÁRIOS É ARROCHO,
DIANTE DA INFLAÇÃO QUE NOS LEVA AO CAOS SOCIAL
sem imagem

A Vale apresentou hoje uma nova variação em sua contraproposta para Acordo Coletivo, que pouco evoluiu em relação à anterior para o reajuste de salários e das cláusulas econômicas.

Elevou de 6% para minguados 7% sua intenção de reajuste. Inacreditavelmente, a empresa afirmou que este índice não incide sobre o piso salarial, que estaria, segundo ela, muito acima do praticado no mercado.

Na sua proposta, a Vale incorporou um abono de R$ 1.200, fatiado em R$ 800,00, em dinheiro, e R$ 400,00 inserido no cartão alimentação. Já o cartão Alimentação passaria a ter o valor de R$ 845,00, sendo que a empresa intenciona pagar o 13º cartão dez dias após eventual assinatura do acordo coletivo.

A direção do Sindicato recebeu a proposta da Vale sob protesto e indignação, lembrando à empresa a situação desesperadora vivida pelos trabalhadores e por toda a Nação com os índices constantes de reajustes de combustíveis, que puxam todos os demais preços da economia, a começar pela alimentação. Passamos por um momento em que somos obrigados a escolher alternativas de alimentos, diante dos preços, e nos assombra os índices inflacionários oficiais, que devem registrar mais de 11% para nossa data-base, sabendo que nos alimentos e produtos de primeira necessidade este índice é extremamente mais alto.

O STEFEM reclamou do grande número de demissões praticados pela empresa em nossa base, além de uma política agressiva de terceirização.

Não podemos aceitar uma proposta, que representa um sério arrocho, num momento de visível evolução geral dos preços, que penaliza a capacidade de sustentação familiar.

Afirmamos à Vale que não teríamos, de maneira nenhuma, como levar uma contraproposta destas para assembleia, recusando-a na própria mesa, para que possa reformulá-la de forma mais respeitosa com o empenho dos trabalhadores em manter a alta lucratividade da empresa, mesmo durante todos estes meses de plena pandemia de covid.

Muito pouco para uma empresa como a Vale

  • Ø Reajuste de 7% nos salários e claúsulas econômicas do Acordo Coletivo;
  • Ø Abono compensatório de R$ 1.200,00, sendo R$ 800,00 em dinheiro e R$ 400,00 no cartão alimentação
  • Ø Cartão Alimentação de R$ 845,00 e 13º cartão 10 dias após assinatura do acordo.
          

[+] Veja mais noticias              Voltar para página inicial